quarta-feira, 21 de abril de 2010

Contribuição de Leucipo e Demócrito para a Química

O Choroso Heráclito e o Risonho Demócrito, afresco de Donato Bramante (1444–1514), Pinacoteca di Brera, Milão.


Um filósofo de nome Leucipo, que assim como Empédocles viveu durante o século V a.C, também refletiu a respeito da natureza da matéria. Ele se perguntou: “é possível dividir a matéria infinitamente ou ao dividi-la inúmeras vezes chega-se a um ponto no qual não é possível mais fazer a divisão?”
A conclusão a que Leucipo chegou foi que a matéria seria formada por partículas indivisíveis, os átomos. Portanto, para ele, a matéria não poderia ser dividida infinitamente, pois ao dividi-la se chegaria ao átomo.
A palavra átomo tem origem grega, significa “que não pode ser cortado”, ou seja, indivisível.
Leucipo foi o primeiro filósofo a expor que a matéria seria formada por átomos indivisíveis.
Pouco se sabe sobre a vida de Leucipo, porém, segundo estudos, Demócrito, seu discípulo mais famoso, foi quem ampliou a teoria de seu mestre.
De acordo com Demócrito, considerado o último filósofo pré-socrático, os átomos existiam em quantidades infinitas, movimentando-se continuamente no espaço; sendo de tipo, tamanhos e formatos variados. Segundo ele os átomos se diferenciavam também pelo peso e calor.
As transformações sofridas pela matéria, assim como sua diversidade, eram explicadas por Demócrito da seguinte forma: deviam-se as combinações e recombinações mecânicas sofridas pelos átomos (por meio de movimentos produzidos pela gravidade). Para Demócrito o vazio era necessário para que os átomos se deslocassem, sugerindo que a matéria seria formada por átomos e espaços vazios. Outro detalhe importante da teoria de Demócrito é a imutabilidade dos átomos.
Hoje sabemos que “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma” o que nos recorda a ideia de Demócrito sobre a imutabilidade e as combinações e recombinações (rearranjos) sofridas pelos átomos para dar origem a todas as coisas.

GRAVIDADE: FORÇA QUE PROPORCIONA PESO AOS OBJETOS. 

Referências:

STRATHERN, P. O sonho de Mendeleiev: a verdadeira história da química. Jorge Zahar editora LTDA, Rio de Janeiro, 2002.
pt.wikipedia.org/wiki/Demócrito_de_Abdera acesso em 19 de abril de 2010
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gravidade acesso em 21 de abril de 2010
http://historiadafilosofia.wordpress.com/category/leucipo/ acesso em 19 de abril de 2010


8 comentários:

  1. tinha que ter falado mais sobre Leucipoo

    ResponderExcluir
  2. Falei pouco porque pouco se sabe sobre Leucipo. Pelo que pesquisei a maioria de seus escritos foram perdidos.Caso saiba de mais alguma coisa a respeito dele, por favor, escreva no comentário, com certeza será de grande ajuda para mim e também para todos que acessarem o blog. Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  3. deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..

    ResponderExcluir
  4. deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..

    ResponderExcluir
  5. Geovane Schneider14 de junho de 2012 09:14

    deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..deveria falar sobre a inportancia dele na ciência..

    ResponderExcluir
  6. Essa Gisele goes é gostosa viu!

    ResponderExcluir
  7. gisele tome isso como uma critica construtiva voce tem que aprofunda mais no assunto de quimica pois voce foi para em filosofia

    ResponderExcluir

Sua opinião, dúvida, sugestão ou crítica construtiva é importante para mim. Comente.